Prefeitura de Lorena investe mais de R$1,5 milhão em obras de combate a alagamentos, neste segundo semestre

Notícias:

COMPDEC Lorena

Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Lorena - Rua Capião Messias Ribeiro, 211 (Mercado Municipal) - Tel: (12) 3185-3519

gallery/carimbocemaden

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Lorena foi criada oficialmente em 7 de maio de 2015, através da Lei Ordinária nº3.691 de 2015

Até então a cidade contava com ações de Defesa Civil, porém o órgão não existia oficialmente. A COMPDEC é um órgão municipal que pertence a Secretaria Municipal de Segurança, e conta com o apoio também da Guarda Civil Municipal.

A Defesa Civil atua pontualmente nas atribuições que são de sua  competência, embasadas pela Lei Federal de Proteção e Defesa Civil nº12.608/2012. 

Todos os profissionais que integram o quadro da COMPDEC são capacitados anualmente em cursos destinados diretamente para o atendimento de suas funções.

É no município que os desastres acontecem, por isso, o governo municipal vem a cada dia melhorando as estruturas deste órgão de proteção e de defesa civil para que, em conjunto com os órgãos setoriais e com a comunidade, ele possa coordenar as ações de prevenção, preparação, resposta e reconstrução, no momento do enfrentamento a eventos adversos que, eventualmente, podem atingir nossa cidade.

Motivação

Esta página foi criada para, além de apresentar o trabalho desenvolvido, também divulgar a organização, planos e ações da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Lorena.

É preciso que se tenha conhecimento das ações de prevenção, preparação para enfrentarmos eventos adversos que atinjam nossa cidade. 

Disponibilizamos neste espaço diversas ferramentas de monitoramento de chuvas, dados estatísticos,  entre outros.

 

Uma das metas da Prefeitura de Lorena é reduzir significativamente os problemas com alagamentos e enchentes na cidade. Para isso, neste semestre, estão sendo investidos mais de R$1,5 milhões de recursos municipais em obras de drenagem pluvial nos bairros da Cruz, Olaria e Vila Zélia.

O investimento é mais uma etapa do Programa de Captação de Águas Pluviais, o PCAP, lançado no ano de 2015, pela administração do Prefeito Fábio Marcondes, com foco na construção  de galerias de águas pluviais em diversos pontos críticos da cidade que, quando atingidos por fortes chuvas, ficam alagados.

Para a nova etapa do serviço, foi contratada a empresa Luquiip Terraplanagem Ltda, vencedora dos processo licitatórios TP10/2018 e TP11/2018. Para a região do Bairro da Cruz, estão sendo investidos R$1.349.320,21. em oito trechos, são eles:

- Trecho 1 - Rua Madame Curie - Rua Carlos Gomes até a Av N. Sra de Fátima;

- Trecho 2 - Av. N. Sra de Fátima - Rua Madame Curie até a Rua Amélia Pereira;

- Trecho 3 - Rua Amélia Pereira - Av. N. Sra. de Fátima até a Rua Cícero de Lima;

- Trecho 4 - Toda extenção da Rua Cícero de Lima;

- Trecho 5 - Av. Sete de Setembro - Rua Cícero de Lima até esquina com a Praça Mário Covas;

- Trecho 6 - Rua Mário Covas - Av Sete de Setembro até o Rio Mandi (Praça Mário Covas);

- Trecho 7 - Rua Joaquim de Azevedo Castro - Rua Madame Curie até a Rua Amélia Pereira;

- Trecho 8 - Rua Amélia Pereira - Rua Joaquim de Azevedo Castro até a Rua Presidente Roosevelt;

Já no trecho do bairro Olaria, as obras incluem as seguintes regiões:

- Trecho A - Rua Hermano Borges - Esquina com a Rua Rufino Torres e Av. São Pedro;

- Trecho B - Rua Albano José - Esquina com a Rua Rufino Torres e Av São Pedro;

É importante destacar que a rede de drenagem de águas pluviais tem grande relevância para a infraestrutura da cidade, principalmente em períodos de fortes chuvas. A previsão de conclusão das obras é dezembro de 2018.

gallery/drena1
gallery/logosimepar
gallery/banner raios

Links:

gallery/logoprevisao
gallery/logoppce

Lugar de lixo é no lixo! A Prefeitura realiza inúmeras intervenções para que a cidade fique mais limpa e segura, porém é necessário que a população faça sua parte

Apesar das inúmeras ações que a prefeitura têm realizado para minimizar o problema do descarte irregular e inadequado do lixo na cidade, se não houver o comprometimento e a parceria da população, todo esse trabalho acaba sendo insuficiente para solução da questão. É preciso que a população se conscientize e colabore nesta campanha. O lixo é um dos maiores vilões na questão da saúde pública, o acúmulo de lixo em terrenos baldios e ruas são verdadeiros focos  de doenças como  a dengue zika e chikungunya, além do principal causador  dos alagamentos e enchentes.

gallery/limpando01
gallery/retirada2

A Secretaria de Serviços Municipais retira diariamente de terrenos baldios, calçadas e ruas aproximadamente 20 a 25 caminhões de lixo, o que totaliza uma média de 35 a 50 toneladas de lixo/dia. O lixo tem sido descartado deliberadamente de forma irregular por moradores em rios, ruas e terrenos em todas as regiões da cidade, o que tem dificultado e muito os trabalhos das equipes de Serviços Municipais que mantém um cronograma diário.

gallery/logos_pref
gallery/logo defesa